Início > Notícias > CAFAP de Coruche presente nas 1ªs Jornadas Técnicas da Rede Nacional de CAFAP’s “Do (outro) lado da Família – (Des) Construir conceitos, estereótipos e relações”
noticia cafap maio

O CAFAP de Coruche esteve presente nas 1ªs Jornadas Técnicas organizadas pela Rede Nacional de CAFAP (ReNCAFAP), numa organização conjunta com a Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. As Jornadas reuniram cerca de 150 técnicos vindos de todo o Portugal Continental e Açores, naquelas que foram as suas primeiras Jornadas Técnicas, com o tema: “Do (outro) lado da Família – (Des) Construir conceitos, estereótipos e relações”.

Foram dois dias de trabalho em que, contando com um vasto leque de profissionais especializados na área da família e da promoção e proteção das crianças, se debateram questões sobre a articulação das equipas dos CAFAP com as Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) e os Tribunais, o papel dos técnicos e a sua relação com os clientes, geralmente involuntários, e se aprofundaram conceitos e estratégias de avaliação e intervenção diferenciadas junto das famílias em situação de risco social. A violência familiar, os desafios à parentalidade, o encontro da família com a escola, os meandros que se colocam à conjugalidade, foram ainda algumas das temáticas que deram o mote para a intensa reflexão, partilha e discussão proporcionada aos técnicos que participaram nestas Jornadas.

Da avaliação global ecoa a satisfação dos participantes relativamente à dinâmica oferecida pelos diferentes workshops e sessões plenárias realizadas, permitindo-lhes não só a oportunidade de aprendizagem de novos conceitos e modalidades de atuação, mas também de refletirem, partilharem e discutirem alguma das inquietações resultantes dos desafios que a sua atividade profissional lhes coloca diariamente.

Os CAFAP, o seu papel e a sua relevância enquanto “centro do furacão da intervenção” tal como o definiu Francisco Maia Neto, saíram reforçadas destas Jornadas, tornando a ReNCAFAP possível fomentar ainda mais a importância dos técnicos no apoio às famílias.