Início > Notícias > Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental de Coruche aposta na parentalidade positiva das famílias intervencionadas
Sem título-1

O Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP), da Cáritas de Coruche, encontra-se atualmente a desenvolver dois programas de Educação Parental em simultâneo, nas suas instalações, com sessões semanais, abrangendo um total de 16 participantes. Estes programas dirigem-se a grupos de pais de crianças e/ou adolescentes e são adaptados do programa Mais Família, da autoria da Prof.ª Dr.ª Maria Filomena Gaspar.

 

Dar a cada família o suporte que precisa e deseja (principalmente às que por diferentes motivos estão a experienciar riscos particulares) é a trajetória de intervenção socioeducativa com mais probabilidades de promover o bem-estar de cada criança, jovem e família. A Educação Parental é uma destas formas de intervenção, nomeadamente através do programa que o CAFAP utiliza neste momento – o Mais Família. O programa Mais Família tem uma duração de sensivelmente três meses e é constituído por 12 sessões de uma hora e meia cada, com frequência semanal.

Decorrem neste momento dois programas Mais Família: o Mais Família, Mais Criança – que se dirige a pais de crianças com idades entre os 3 e os 8 anos; e o Mais Família, Mais Jovem – dirigido a pais de adolescentes até aos 18 anos. Ambos os programas são conduzidos por dois técnicos especializados e o número de participantes varia entre um mínimo de 6 e um máximo de 12.

No que se refere ao programa Mais Família, Mais Criança (baseado no Programa “Incredible Years” da Dr.ª Candyn Webster-Stralton), o objetivo principal está relacionado com o estabelecimento de uma boa relação afetiva entre pais e criança, sem descurar a autoridade sempre necessária. Para tal, são abordados temas como a auto-estima da criança; o brincar como meio de promover as competências cognitivas da criança; os elogios e os prémios como forma de fazer sobressair o melhor da criança; as recompensas concretas que motivam qualquer criança; o estabelecimento eficaz de limites; e o saber ignorar.

Em relação ao programa Mais Família, Mais Jovem (baseado no Programa “Parenting Wisely-Urban Teens” da Dr.ª Don Gordon), o tema central diz respeito à recuperação ou à manutenção da autoridade dos pais, um dos mais delicados problemas de lidar para os pais de filhos adolescentes. Para tal, pretende-se que no final os pais sejam capazes de conhecer as razões para o mau comportamento dos filhos; saber definir específicamente um problema; dar ordens e estabelecer limites de forma clara e positiva; utilizar eficazmente consequências negativas para os comportamentos inadequados; dominar o “sistema de pontos” e quando usar as recompensas; ignorar quando, e como, é conveniente ignorar; ganhar consciência dos motivos que lhes fazem perder o controlo e a autoridade sobre os filhos; salientar o que de melhor os filhos têm; gerir os resultados escolares e lidar com as “más companhias”.

O programa Mais Família baseia-se no conceito de Parentalidade Positiva conforme promovido pelo Conselho Europeu em 2006. Na prática significa partir do princípio de que os pais (e outros cuidadores) devem “(…) apresentar um comportamento parental baseado no melhor interesse da criança e que assegure a satisfação das suas principais necessidades, tal como a sua capacitação sem uso de violência, proporcionando-lhe o reconhecimento e a orientação necessários, o que implica a fixação de limites ao seu comportamento, para possibilitar o seu pleno desenvolvimento”.

 

Atualmente, a participação nos programas Mais Família é restrita aos pais em intervenção no CAFAP, mas a equipa técnica acredita que no futuro pode ser possível fazer chegar o programa a toda a comunidade em geral que esteja interessada em participar.